IMERSÕES ARTÍSTICAS

Mergulhe em experiências intensivas de dança sem sair de casa!
Inscrições prorrogadas até finalizarem as últimas vagas. Garanta já a sua!

CORPO EM RISCO
COM RUBENS OLIVEIRA

7 encontros de 2 horas
de 16 a 21 de novembro: das 10h às 12h
22 de novembro: das 17h às 19h (apresentação)
20 vagas

A imersão tem como proposta desenvolver uma experiência corporal em dança a partir de reflexões sobre narrativas do cotidiano. O Corpo em Risco deseja gerar estranhamento de situações normalizadas dando lugar a mudanças de chaves de leitura. A dança se apresenta como uma forma de conectar o fazer político ao corpo.


A cada ensaio os(as) participantes serão provocados(as), por Rubens Oliveira, a construir suas narrativas, expressando por meio de movimentos suas trajetórias, marcas, memórias e rastros. Nesta perspectiva a criação coreográfica partirá de repertórios e vivências de cada um(a) dos(as) participantes, criando um espetáculo virtual coletivo a ser apresentado ao vivo no dia 22 de novembro na programação da 6ª Semana da Dança.

A participação está condicionada ao número de vagas e à disponibilidade integral do(a) participante em todos os encontros da imersão!

CO-INCIDÊNCIAS: ONDE OS ENCONTROS SÃO POSSÍVEIS

COM DIANA GILARDENGHI, HEDRA ROCKENBACH E PALOMA BIANCHI

5 encontros de 2 horas
de 17 a 20 de novembro: das 10h às 12h
21 de novembro: das 18h às 20h (apresentação)
20 vagas

A imersão Co-incidências: onde os encontros são possíveis trata de investigar outras possibilidades e modos de dança que emergem quando o corpo se dispõe a habitar o entorno.


Na primeira parte da investigação, Diana Gilardenghi irá mobilizar práticas de observação, visualização e escuta para guiar o mapeamento dos espaços íntimos, no intuito de trazer à percepção suas topografias, texturas e densidades. A dança então se faz no encontro entre corpo e casa, por meio da experimentação com diferentes apoios e do trabalho por acumulação e subtração, criando passagens, trânsitos, paragens.


Na segunda parte, Hedra Rockenbach irá apresentar possibilidades de composição de vídeos nas quais imagens se conectam por jogos de duplicidade, de sobreposição e de inversão.


A experimentação irá se desenvolver em grupo, trios ou duplas sob o olhar de Paloma Bianchi, que auxiliará nos entendimentos das relações e das escolhas compositivas e dramatúrgicas. Neste trabalho o acaso produz relações somente possíveis na virtualidade, e revela que as distâncias e o isolamento não impedem o encontro.


O curso termina com uma mostra de processo em tempo real na programação da 6ª Semana da Dança.

A participação está condicionada ao número de vagas e à disponibilidade integral do(a) participante em todos os encontros da imersão!

 

©2020 por Semana da Dança UFSC.